Aquecimento global e o fim de um império

Depois da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos passaram a ter muita mais influência cultural, económica, política e militar. O século XX foi chamado por muitos de Século Americano. Isso foi possível graças aos avanços tecnológicos e económicos, mas esses assim chamados avanços estão agora a destruir o mondo inteiro. Estados Unidos é o pais que mais tem poluído desde 1850[1]; no entanto, os menos poluentes estão a sofrer mais.

A projeção do poder ianque gerou um capitalismo protecionista dominado por um país, por uma língua, uma moeda — o dólar —, por o maior exército do mundo, etc. Porém, os EUA agora não são capazes de encarar os problemas que criaram. A economia falsa — impressão massiva de dinheiro — instigada pelos bancos centrais somada às políticas económicas deficitárias dos governos têm produzido uma recessão global estagflacionária sem precedentes que esfomeia os habitantes dos países pobres e faz sofrer muito mesmo à gente que mora nos países do norte global; para pôr ainda mais lenha na fogueira, a estratégia geopolítica comum da OTAN contra a Rússia obrigou a muitos países europeus a virar as costas ao sentido comum para comprar o gás e o petróleo obtido do fraturamento hidráulico produzido nos EUA, muito mais poluente e caro do que o gás e o petróleo russo. O objetivo dos EUA de debilitar a Rússia (e também a Alemanha, matando assim dois coelhos de uma cajadada) com una guerra por procuração é contrária à política de cooperação global necessária para frenar o aquecimento global. Mais houve alguma vez uma política climática global efetiva?

Muitos dos estudos da queda do Império Romano apontam às mudanças climáticas como um fator importante[2]: sem uma forte agricultura, Roma não poderia alimentar a sua ingente população nem sustentar uma economia pujante. As mudanças climáticas hoje implicam custos bilionários e a economia já está à beira do colapso. O que acontecerá em 10 anos quando as temperaturas subirem ainda mais?

Muitos, aliás, dizem que cada vez somos mais escravos e menos livres. A maioria da população está a trabalhar mais em trabalhos de merda, a ganhar menos dinheiro, a passar mais tempo numa realidade fictícia criada por multinacionais tecnológicas privativas e que os torna menos felizes. Não acredito que a queda do sistema atual seja algo negativo, mas o aquecimento global é um problema sério, porque teremos de trabalhar ainda mais para encarar os problemas gerados pelos eventos climáticos extremos e as dificuldades agrícolas.

Há soluções individuais, como não ter filhos, não comer carne, não ter carro, não voar de avião, etc. Por outro lado, há também soluções coletivas, como mudanças económico-produtivas, geoengenharia (muito perigosa), proteger e criar florestas, etc. Podemos destruir o sistema atual e criar outro novo mais sustentável. Os problemas são muitos, é dificílimo, mas temos de ser inteligentes e desfrutar também da vida ao mesmo tempo que tentamos criar um entorno melhor para nossos amigos, pois vida é só uma: esta e mais nenhuma[3].

1: CARRINGTON, Damian. Historical climate emissions reveal responsibility of big polluting nations. The Guardian. 5 out. 2021. Disponível em: https://www.theguardian.com/environment/2021/oct/05/historical-climate-emissions-big-polluting-nations.

2: MIOTO, Ricardo. Mudanças climáticas ajudaram queda do Império Romano. Folha de S.Paulo. 11 jan. 2011. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ambiente/860448-mudancas-climaticas-ajudaram-queda-do-imperio-romano.shtml.

3: Como cantam os Tara Perdida em sua canção homónima. Disponível em https://invidious.kavin.rocks/watch?v=nwJe2sgZ7Ok.

@terulo
link
fedilink
2•
edit-2
5 meses

deleted by creator

Política
!politica
Create a post

Comunidade orientada para a discussão política.

  • 0 users online
  • 1 user / day
  • 1 user / week
  • 1 user / month
  • 2 users / 6 months
  • 11 subscribers
  • 12 Posts
  • 3 Comments
  • Modlog