• 8 Posts
  • 7 Comments
Joined há 10 meses
cake
Cake day: nov 18, 2021

help-circle
rss
Voto em mobilidade é o termo académico para voto online ou voto através da internet… Neste artigo exploramos as ideias chave que nos permitem afirmar com certeza que ha mecanismos de verificabilidade do voto em mobilidade preservando a privacidade do mesmo recorrendo a criptografia de forma inteligente. Aborda-se ainda um pouco o porquê do voto online ser uma ferramenta importante.

Nota: esta e a partilha de uma publicacao feita pela DAO NERV em PT... Vejam o artigo completo no link no titulo do topico. Sinopse: ***Aviso de reivindicação inflamatória:*** O único mecanismo que pode impedir que uma baleia influencie o resultado das decisões de votação em DAOs que nao possuam mecanismos de gestão de identidade fortes são poderes similares aos de veto atribuídos a um subconjunto dos detentores de tokens, geralmente os fundadores do projeto em coordenação com outras partes interessadas importantes...

Bom post. Diria Monero > Bitcoin. Motor de busca sugiro Ecosia. De resto algumas plataformas nao conheco mas no geral aprovo bastante! Acrescentaria apenas TAILS como SO.



Debate virtual moderado por Nuno Quental (Eng. do Ambiente, PhD Planeamento do Território), com Gonçalo Castel’Branco (Eng. Florestal) e Pedro Bingre do Amaral (Professor no Instituto Politécnico de Coimbra). Slides PDF: https://drive.google.com/file/d/103EK... O debate juntou virtualmente a cidade do Porto, de Lisboa e de Coimbra. Ele ocorreu na plataforma Zoom no Sábado, dia 25 de Julho de 2020. Este debate virtual foi aberto ao público (78 participantes), tendo sido dada a oportunidade de resposta a questões por estes colocadas. Este Webinário, é o 14º de um ciclo de debates virtuais, com o título "Covídeos", tendo sido organizados por iniciativa pessoal de Nuno Quental. Por amizade, a Associação de Defesa do Ambiente CAMPO ABERTO (www.campoaberto.pt) apoiou a divulgação destes debates. Chamada: A história repete-se todos os anos. Os Portugueses habituaram-se a passar o Verão bombardeados por notícias de enormes incêndios florestais, não raras vezes com vítimas a lamentar – e nunca será de mais lembrar as 116 que padeceram em 2017. Será porventura difícil encontrar sector onde um tão trágico falhanço do Estado seja tão visível quanto o florestal, pois pesem embora centenas de planos e decretos, nada parece substancialmente mudar. Floresta? Será que existe floresta em Portugal, ou uma extensão de monoculturas? Sob o pano de fundo da Política Florestal e do Planeamento do Uso do Solo, Gonçalo Castel’Branco e Pedro Bingre do Amaral vão ajudar-nos a compreender os graves problemas estruturais da floresta Portuguesa, para os quais o espectáculo destruidor que nos acompanha há décadas é a mais gritante e evidente consequência. ~~~ Gonçalo Castel’Branco é consultor, mestrando em Gestão de Empresas no Iscte – Instituto Universitário de Lisboa, pós-graduado em Arquitetura Paisagista pela Escuela Técnica Superior de Arquitectura de Barcelona, e licenciado em Engenharia Florestal pelo Instituto Superior de Agronomia. Pedro Bingre do Amaral é professor adjunto no Politécnico de Coimbra, licenciado em Engenharia Florestal pelo Instituto Superior de Agronomia e mestre em Planeamento Regional e Urbano pelo Instituto Superior Técnico. Tem dedicado a sua vida académica à docência e investigação nas áreas do ambiente, ordenamento do território e ecoturismo. Enquanto consultor técnico e científico colaborou em diversos instrumentos de gestão territorial, estudos de impacto ambiental e projectos de paisagismo. É dirigente de várias ONG dedicadas à conservação da Natureza.

A internet tornou-se a ágora dos tempos modernos. Onde antigamente os antigos se reuniam num espaço físico para discutir assuntos políticos e da actualidade social, geralmente numa praça central no meio da cidade ou em pequenos anfiteatros, hoje fazemo-lo on-line nas plataformas de redes sociais.

Em relacao as NFTs, o problema e que so sao validas dentro do mercado onde sao criadas e como se tratam de mercados emergentes e pouco desenvolvidos neste momento tem muito menos valor do que por aquilo que se fazem passar. E assim em todas as economias. Ha contrafaccao, aldraboes, ladroes, e no mundo das NFTs nao e diferente. Tenham cuidado. Isso quer dizer que o conceito de NFT em si e mau ou errado? Eu acho que nao. Falando dos bugs. Os bugs existem sempre onde haja software mal programado. Ou por falta de programadores atentos, recursos financeiros para gerir equipas competentes, ou o que for. Nos andamos de aviao e dizemos que e mais seguro que andar de carro. Nao questionamos se os computadores sao seguros ou nao. Ate porque o sao.


Relativamente a atitude e ao tom. Bom, a atitude e de quem esta farto de censura relativamente a questoes censiveis em torno do covid e vacinas por exemplo, em relacao ao tom, talvez um pouco arrogante, assumo.



Deixem a Web3 Fluir
https://medium.com/@gekkidou/deixem-a-web3-fluir-4db8374a90ec
2

Neste momento somos um pequeno grupo de pessoas, mas penso que estaria correcto em afirmar que representamo-nos a todos de igual forma, cada um contribuindo um pouco conforme aquilo que pode, mas sempre de forma democratica. Talvez o melhor seja ler o nosso manifesto onde explicamos melhor o que nos une: https://pleroma.pt/@pdp/posts/AANW3urKzU4cu1JLVo .


Fixamos sempre as sextas-feiras, de duas em duas semanas, a primeira e terceira semana.

Recomendarias outro horario? Talvez seja melhor sabado?


Partido Digital Português
Serão iniciadas sessões de esclarecimento bissemanais abertas em formato de videoconferência/sala de conversação. Local: On-line no Matrix Link: https://matrix.to/#/#pdp:matrix.org Datas: Primeiras e terceiras sextas-feiras de cada mês pelas 18:00 GMT+0